Rotten Apple II

An apple a day

Malus domestica I

Há uma grande simbologia sobre a maça. Por sua forma esférica significa os desejos terrestres ou a complacência com relação a esses desejos. Representa o bem e o mal, o mal na primeira essência, o pecado original, na arrogância e prepotência do homem buscar o conhecimento absoluto na árvore do conhecimento do bem e do mal.

Na mitologia, Hércules colhe 3 maças de ouro do jardim das Hespérides, na Idade Média, Guilherme Tell; Newton e a Teoria da Gravidade. Nos contos infantis, a maça envenenada da Branca de Neve, na música “You are the apple of my eye…”. Sem falar na maça de Steve Jobs e em ditos populares: “An apple a day keeps the doctor away”.

Mas não me bastava apenas retratar essas maças, queria retratar as doentes, as velhas, as não bonitas… as rejeitadas! O uso da maça para julgamentos morais e de conduta, como “Uma maça podre contamina as demais”, frase inclusive usada para descrever a polícia corrupta nos Estados Unidos – “One bad apple spoils the whole bunch”  ou  “The rotten apple spoils his companion.”

Em Madri, coloquei maças na varanda para observar o processo de apodrecimento e decomposição. Entretanto, como o clima na Espanha é muito quente e seco, as maças não apodreceram, elas petrificaram!! Isso não teria, certamente, acontecido no hemisfério sul.

cropped-cropped-adh_5988-e14650660978762.png

 

Available artwork at

 

Artfinder

 

https://www.artfinder.com/susana-rapallo

 

Saatchi Art

 

https://www.saatchiart.com/susanarapallo